Este blogue

Sustentabilidade é Acção

A missão deste blogue é contribuir para a informação e reflexão sobre a necessidade de mudança de todos e de cada, no sentido de ajudarem a construir um mundo melhor, mais limpo e mais justo,  onde o respeito pela natureza e pelos outros seja a base da sociedade humana.

Para tal,  são divulgados conteúdos, a maioria externos, que questionam aquilo que muitas vezes são considerados "dados adquiridos", heranças de uma cultura baseada na economia globalizada e predadora de recursos naturais, que urge mudar na defesa das gerações futuras e da natureza.

São também divulgados exemplos e informações destinados a demonstrar a mudança que já ocorre em tantas pessoas, locais, comunidades. No que respeita à ação, este blogue é complementado pelo no blogue "irmão" Agir pela Sustentabilidade, dedicado a dicas e aos bons exemplos que merecem ser seguidos, onde a colaboração da Sónia da Veiga tem sido preciosa e fundamental.

Os temas abordados são relacionados com ambiente, sustentabilidade, agricultura biológica, permacultura, construção sustentável, economia e sociedade, entre outros.

Porque se tem falado tanto de "economia" e "capitalismo" por aqui? porque ao longo destes anos dedicados à temática do ambiente e sustentabilidade cheguei à conclusão que o grande causador da insustentabilidade atual é o modelo económico ocidental que se globalizou, e que se tornou num sistema predador de recursos e da dignidade humana.

No entanto, não acredito que as grandes multinacionais, ou os governos que manipulam e controlam, queiram mudar o estado insustentável do planeta. Acredito sim, que a mudança terá de partir de cada um e de todos, de baixo para cima. E se não for a bem e gradual, será a mal e de repente (colapso)! Por isso, as "frases célebres" que parafraseio por aqui, resumem-se a duas:

"Ninguém cometeu maior erro do que aquele que não fez nada só porque podia fazer muito pouco."
 Edmund Burke (1729-1797)

"Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas motivadas e comprometidas possa mudar o mundo. Na verdade é a única coisa que o faz."
Margaret Mead (1901-1978)


  Manuela Araújo, Março 2013




A Sustentabilidade é um tema abrangente que está relacionado com o desenvolvimento das sociedades humanas, e que tem imensas definições. O desenvolvimento sustentável é aquele em que cada sociedade consegue satisfazer as suas necessidades sem impedir que outras sociedades e outras gerações possam satisfazer as suas. Implica uma gestão de recursos equitativa, permitindo o crescimento económico e social das sociedades menos desenvolvidas, sempre com o maior respeito pela sua base de sustentação - o meio ambiente e seus equilíbrios.

O conceito de sustentabilidade, e mais propriamente desenvolvimento sustentável, apareceu definido pela primeira vez em 1987, no relatório Brundtland. E teve de ser definido e escrito, não porque fosse um conceito novo, mas porque  o Homem se esqueceu.

Durante muitos milénios, o Homem e a Natureza viveram em harmonia, de acordo com os princípios da sustentabilidade. A sustentabilidade era algo intrínseco, que juntava instinto com saber empírico, e que passava de geração em geração. 

No último século e meio, o Homem enlouqueceu com a energia fácil, lançou-se na aventura da tecnologia e esqueceu-se completamente da sustentabilidade e do essencial . Com o uso do carvão e mais ainda com a descoberta do petróleo, uma revolução energética levou-nos, a evoluir para modos e níveis de vida nunca antes sonhados, permitindo um crescimento exponencial da população através de uma escalada impossível de consumo de recursos e produção de poluição.

Tal como dizem os biólogos, o comportamento exponencial da nossa espécie no último século, a nível de crescimento demográfico e consumo de recursos, só tem paralelo na natureza,  nas infecções ou nas pragas. E todos sabemos que após "consumirem" tudo o que tinham ao seu alcance, a redução da população de bactérias ou de insectos é rápida e drástica. O caos instala-se e auto-acelera-se. Deduzimos, portanto, que a continuar com o consumo e crescimento do último século, num meio finito, caminhamos seguramente para o início do fim da civilização tal como a conhecemos. São leis da física e da biologia...

Em paralelo com o aumento do nível de vida de parte da população mundial, com o aumento da esperança de vida, com o desenvolvimento da ciência,  e com o encurtamento das distâncias e globalização do comércio, assistimos a um retrocesso dos valores essenciais, ao declínio da natureza e da biodiversidade, ao aumento assustador do número de pessoas com fome crónica, e ao aumento exponencial das disparidades entre aquilo que têm os mais ricos e os mais pobres.

E nem por isso, as pessoas do mundo dito "civilizado" são hoje mais felizes. Pelo contrário, a correria, a falta de valores e prioridades verdadeiras, fez com que a angústia, o pessimismo e a passividade cívica se instalassem. A vida em comunidade foi desaparecendo ao ponto de nem sabermos quem é o vizinho que mora ao lado, o tempo para a família e os amigos cada vez fica mais curto.

Salvo honrosas excepções, aqueles que governam as nações vêem demonstrando cada vez mais a sua incapacidade de mudar o mundo, estando cada vez mais subjugados e controlados pelas grandes corporações que detém o poder económico. A falta de liderança e de coragem é já a imagem de um tempo, em que uma grande parte da humanidade continua a seguir na corrente do deslumbramento pelo consumo, ignorando ou não querendo ver que essa corrente não desagua senão num inevitável mar de caos e de guerra.

Resta-nos seguir nessa corrente, ou então, nadar contra ela com todas as nossas forças. Porque só a partir da nossa acção, dos cidadãos comuns minimamente informados e conscientes, é que pode surgir a mudança.

É tarde demais para evitar a grande crise que se aproxima, mas não é tarde demais para a tentar amenizar.  

Está  mais que na hora de começarmos a fazer a transição para um mundo em que quem está primeiro são as pessoas e a natureza, e não o dinheiro.
2010



Em 14 de Março de 2009 iniciei este blogue dedicado à sustentabilidade. Porque me preocupa ver esta nossa casa comum, o planeta mais belo que se conhece, a ficar cada vez mais poluído, mais esgotado de recursos. Porque me incomoda ver uma distribuição de riqueza tão injusta. Porque vejo cada vez mais refugiados em vários pontos do globo. Porque a nossa acção predatória e consumista está a causar sérios desequilíbrios nos biomas, ecossistemas e mesmo no clima, num efeito bola de neve imparável. Porque apesar de ver muitas pessoas a fazerem um esforço por proteger o ambiente, também vejo muitas pessoas pouco sensibilizadas para o assunto. Para contribuir um pouco alertando para a protecção da nossa Terra.
A vossa colaboração é indispensável: consumir menos energia, menos água, menos recursos, reciclar, reutilizar, dar o que puderem a quem mais precisa, e divulgar este modo de estar. As vossas acções contam. E a vossa opinião também: peço-vos que vejam os "posts" e comentem, dando achegas construtivas para ajudar a um mundo mais sustentável. O vosso contributo é muito importante também para que este seja um sítio de diálogo. Obrigada.
2009

32 comentários:

  1. Olá Manuela, gostei MUITO do seu blog. Sustentabilidade é tópico de grande interesse hoje em dia e um blog como seu vem a calhar pra esclarecer e dar notícias importantes no assunto. Também tenho um blog sobre sustentabilidade, quando puder dê uma olhada: http://www.conversassustentaveis.blogspot.com/
    Até!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. boa tarde, gostaria de lhe apresentar casaautomatica.blogspot.pt
      obrigado, Josecaramelo@gmail.com

      Eliminar
  2. Olá J

    Obrigada pela visita ao Sustentabilidade é Acção e pelo simpático comentário :)

    E parabéns pelo seu blogue Food and thoughts: gostei muito, já sou seguidora e já tem o link na página de "Mais blogues e redes"

    Um abraço :)

    ResponderEliminar
  3. Adoro o Blogue e acabei de me tornar uma fiel seguidora.

    ResponderEliminar
  4. Um excelente trabalho de recolha e divulgação de informação.
    Geógrafo e professor, acabei de ganhar mais um bom recurso para as minhas aulas.

    ah, tb ficartei a segui-lo.
    Saudações geográficas!

    ResponderEliminar
  5. Sandra e João

    Muito obrigada e sejam bem vindos :)

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Olá Manuela, achei perfeito seu blog!!! Um excelente trabalho pelo Meio Ambiente! Trabalho em uma empresa de Aquecedor Solar que tem por missão um compromisso com a sustentabilidade e gostaria de saber se podemos contribuir com matérias para seu blog? Ficaremos felizes em compartilhar idéias!!!

    ResponderEliminar
  7. Olá Bianca

    Obrigada pela visita e pelo comentário. Se quiser mandar alguma informação ou texto sobre sobre você e o vosso trabalho, eu vejo se está no âmbito do blogue (mmsaaraujo@gmail.com). Publicidade, no entanto, é coisa que não cabe aqui, embora se faça referência e divulgue bons exemplos em questões ambientais ou de sustentabilidade.

    Até breve

    ResponderEliminar
  8. Olá Manuela, fico grata pela atenção... A nossa proposta não é em relação a publicidade, seria apenas um compartilhamento de notícias e novidades em relação a sustentabilidade. Apenas assinaríamos com o nome da Empresa por fornecer a matéria.E tbem, é claro, com a sua autorização, puplicar uma matéria do seu blog no nosso para dividir com o maior número de pessoas possível, a fim de ajudar nessa corrente do bem!

    ResponderEliminar
  9. Ola. Parabéns pelo seu blogue. Muito bom mesmo. Nao so na parte textual mas também na parte do design. Ja me inspirou pra fazer do meu blog um site.Ja estou a segui-lo e ja o pus na lista de blogs do meu blog. Ja agora também sou de Famalicao por isso posso dizer que é uma honra encontrar uma conterrânea que se preocupa com o futuro.

    ResponderEliminar
  10. Olá Moescor

    Muito obrigada pelas palavras de incentivo, ainda para mais de um conterrâneo :)

    Já fiz uma visita rápida ao seu blogue, gostei do pouco que ainda li, pelo que já sou seguidora, e coloquei o respectivo link na página de "Mais blogues e redes".

    Espero em breve visitar com mais tempo (sobretudo para os textos em português), e aproveito para lhe apresentar o blogue que iniciei Famalicão por um Mundo Melhor; de momento está um pouco parado, mas em breve haverá novidades. Aguardo a sua visita por lá.

    Até breve

    Um abraço :)

    ResponderEliminar
  11. Ola. Como gosto muito do seu blog sugeri-o para um selo dos amigos do blog. Pode pega-lo no meu blog. Espero que goste.

    ResponderEliminar
  12. Ola.
    Muito obrigado pelo seu comentário ao meu texto "A Terra é a tua casa!" Foi para mim uma grande honra. Confesso que tive muitas dificuldades em escrever o texto visto nao ser um tema meu forte apesar de me preocupar e de estar num partido ecologista e isso nota-se pela sua qualidade. Também por isso é que ainda fiquei mais sensibilizado com o seu comentário. Mais uma vez, muito obrigado.

    ResponderEliminar
  13. Encontrei este blogue recentemente e ainda li poucos artigos, no entanto já percebi que existe aqui muita matéria interessante, pelo que vou continuar as minhas visitas. A sustentabilidade é algo muito importante e atual a que ninguém deve ser indiferente.
    Receba os meus cumprimentos e os meus parabéns pelo excelente trabalho.
    José Alexandre

    ResponderEliminar
  14. Bruno, não tem que agradecer, gostei mesmo do seu texto!

    ResponderEliminar
  15. José Alexandre

    Obrigada pela visita e pelo seu amável comentário, e ainda bem que gostou do blogue. Seja bem vindo e espero que possa visitá-lo mais vezes.

    Muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  16. A sustentabilidade do planeta (isso é o correto),ou a manutenção da ordem natural ou seja,a NATUREZA NO SEU TODO,DA QUAL FAZEMOS PARTE,é o pricipio vital de qualquer forma vivente,NO MINERAL,NO VEGETAL,NO ANIMAL e o mais importante, na ordem PSÍQUICA pois não devemos nos esquecer jamais que o planeta terra assim como outros orbes que fazem parte dos universos paralelos e dimensionais são de ordem anímico.
    Alguns dizem alma,outros espírito,outros ainda dizem energia,o importante é que o tudo e o todo tem uma energia constante.
    Nossa morada planetária é por empréstimo mas,uma maioria pensa ser seu proprietário,estes são mentes pequenas e simplesmente se extasiam com o poder temporal.

    ResponderEliminar
  17. Muito obrigada , Ira, e muito bom o seu comentário.
    São muitas as dimensões da existência, provavelmente muitas mais que aquelas com que nos cruzamos ou temos contacto.

    ResponderEliminar
  18. Seu bom senso Manuela ja diz tudo.
    Parabens por seu blog.
    Vou tentar dizer em poucas palavras o que penso.
    Como ja ando perto dos oitenta então ja vi aprendi e continuo aprendendo e exercitando o cérebro.
    Como uma maioria sabe,a civilização atual sabe quase tudo de PC,celular e outros aparatos eletrônicos mas,
    quando se trata da historia do planeta o desastre é completo.
    Se perguntas a alguns o que é transgênico acabarão por te responder que talvez seja um ser de outro planeta(se bem que existam),não somos e nem fazemos por merecer sermos privilegiados nos universos)
    A mídia manipula e muito bem os cérebros que não argumentam e simplesmente seguem os pseudos líderes e aí é que mora o perigo da humanidade atual.
    A natureza ou o ambiente em que vivemos(somos parte da natureza,é um equilibrio constante ou deveria ser)mas,quando a mão ou o pensamento humano transgride esta ordem natural o desastre virá logo a frente,isso é da historia do planeta e penso eu que,para breve repetiremos a historia de outras civilizações que por aqui ja passaram.
    Então,de que nos alimentaremos assim como nossos irmãos menores no reino da natureza ???
    Aquilo que terá origem da terra,não é por acaso que a cobertura terrena é VERDE.
    TAMBEM SOU DESCENDENTE DE PORTUGUESES.
    Grande abraço Manuela,prossiga em seu trabalho,voce sabe o que fala e escreve,o ser humano atual necessita e muito de lições deste tipo.

    ResponderEliminar
  19. Olá Ira

    Sábias palavras, as suas. Os problemas actuais deste planeta são muitos e enormes, e a grande maioria (se não todos) causada por uma única espécie: a nossa.

    Mas só atenuaremos alguns deles se começarmos a tentar resolver o maior: a falta de informação geral e de consciência crítica profunda (a superficial não resolve nada, antes pelo contrário) sobre o que realmente importa, que é a nossa relação com a natureza e com os outros.

    Eu tento informar sobre o que entendo como crucial e que vejo à minha volta que ainda não é do conhecimento geral. Mas sei tão pouco... tal como o Ira, espero continuar a aprender sempre :)

    Muito obrigada também pela visita e pelas suas amáveis palavras e de incentivo.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  20. Avante Manuela,avante e olhando sempre a frente.
    Voce sabe muito e muito mais saberá.
    Nossa estadia no planeta tem um objetivo,aprender e aprender sempre,isso é evolução e temos que agradecer por alcançar uma idade avançada(isso se torna um repositorio de carga de conhecimento) pois é nossa obrigação moral espiritual repassar o saber para os que vem chegando a crosta terrestre.
    É a lição,aprender e repassar as boas qualidades tanto em atos ou mesmo em pensamentos pois daí sempre saem os atos.
    Se houver mais meia dúzia de Manuelas aprendendo com voce então seu objetivo está com meio caminho andado.

    Grande abraço
    Esteja em paz

    ResponderEliminar
  21. Mais uma vez, obrigada, Ira!
    Espero saber destrinçar o caminho da sustentabilidade, que apesar de ser o mais lógico, não é, seguramente, nos dias de hoje, o mais fácil.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  22. Aos interessados Manuela

    http://mail.google.com/mail/?zx=1rhlid9e3dfn2&shva=1#inbox/1353f4a8e8bc7be3

    ResponderEliminar
  23. Sussurro de esperança.
    Um ideal de todos.
    Seu, o meu destino.
    Transmitir conhecimento e sabedoria as novas gerações.
    Esperança do planeta.
    Não a cobiça.
    Terra com mais vida. Vida em todo seu esplendor.
    Agir sempre com respeito a todos os seres vivos.
    Busca de dias melhores.
    Interagir com o mundo preservando o meio ambiente.
    Liberdade para escolha de nosso destino.
    Integrar o social, o econômicas e o ambiental.
    Dignidade para todos seres humanos, independente de sexo, cor, religião ou nacionalidade.
    Atitude para mudar o que precisa ser mudado.
    Desenvolver o que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das
    gerações futuras.
    Esforço de sustentar-se para gerações futuras.

    Paulo Knop.
    http://pauloaknop.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  24. Temos de ter mais blog's com está qualidade.

    Sussurro de esperança.
    Um ideal de todos.
    Seu, o meu destino.
    Transmitir conhecimento e sabedoria as novas gerações.
    Esperança do planeta.
    Não a cobiça.
    Terra com mais vida. Vida em todo seu esplendor.
    Agir sempre com respeito a todos os seres vivos.
    Busca de dias melhores.
    Interagir com o mundo preservando o meio ambiente.
    Liberdade para escolha de nosso destino.
    Integrar o social, o econômicas e o ambiental.
    Dignidade para todos seres humanos, independente de sexo, cor, religião ou nacionalidade.
    Atitude para mudar o que precisa ser mudado.
    Desenvolver o que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das
    gerações futuras.
    Esforço de sustentar-se para gerações futuras.

    Paulo Knop.
    http://pauloaknop.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  25. Paulo Knop

    Muito obrigada pelas palavras sobre este blogue e pelo seu poema com uma bela e interessante definição de sustentabilidade (só na visita ao seu blogue dei conta, pelo negrito, que as iniciais de cada frase compõe a palavra SUSTENTABILIDADE).

    Até breve

    ResponderEliminar
  26. Muito bom lhe achar, quando buscava mais dados sobre o Ernest. È sempre bom saber que não estamos sozinhos. melhor ainda descobrir que somos muitos e cada vez mais! Grata por nos ajudar nessa conexão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana Lagoa. Acho que somos cada vez mais a procurar respeitar a natureza. Também aprendi permacultura, agora estou começando a aprender na prática. Parabéns pelo seu trabalho em agrofloresta.

      Eliminar
  27. oi, Manuela Araújo!
    gostaria de lhe enviar um email falando sobre o II Zero Waste Youth International Meeting que acontecerá no Brasil em outubro, mas não achei aqui no blog um email de contato. Se puderes me responder e me mandar teu email, ia ficar muito grata!
    um beijo e parabéns pelo blog!

    att. Larissa Azevedo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Larissa

      Pode enviar mail para mmsaaraujo@gmail.com

      Mas é possível que eu não responda logo, é que ando com muito pouco tempo e vai continuar assim pelo menos até Outubro

      Um beijo e brigada :)


      Eliminar
  28. Olá Manuela,
    Gostei muito do Blog e gostaria de fazer uma parceria com troca de Banner entre Blogs.
    Meu Blog é sobre artesanato reciclado. Faça-nos uma visita será uma alegria.
    Endereço:
    http://atelierdasboasideias.blogspot.com.br/

    Caso não seja possível, fique a vontade para responder, pois continuarei visitando-a sempre.


    Aguardo resposta, abraços.
    Geralda Antunes

    ResponderEliminar

Obrigada por visitar o blogue "Sustentabilidade é Acção"!

Agradeço o seu comentário, mesmo que não venha a ter disponibilidade para responder. Comentários que considere de teor insultuoso ou que nada tenham a ver com o tema do post ou com os temas do blogue, não serão publicados ou serão apagados.