sexta-feira, 5 de junho de 2009

O que fazemos pelo ambiente?

Neste Dia Mundial do Ambiente, digo aqui  algumas das coisas que faço pelo nosso planeta. Não estão todas, e nem sempre as cumpro como devia; mas mesmo que estivessem todas, tenho a certeza que ainda são muito insuficientes, e tenho a consciência de que preciso de melhorar, e muito:
1 – Divulgo directamente pelas pessoas que conheço uma cultura de respeito pelo ambiente, redução de consumos de água, de energia e de outros recursos.
2 – Divulgo estes e outros factores de sustentabilidade através de este blogue que estão a ler.
3 – Há muitos anos que separo os resíduos domésticos, que uso o verso das folhas como rascunho, e que imprimo só quando preciso mesmo.
4 – Evito instalar ar condicionado no apartamento onde moro, apesar de no Verão o mesmo ser bastante quente.
5 – Gasto o mínimo de água, evitando tomar banhos de imersão, ou de chuveiro demorados, fechando a torneira quando lavo os dentes, colocando as máquinas a lavar apenas quando estão cheias.
6 – Tento gastar menos energia, ligando o aquecimento em casa só quando está mesmo frio, tapando as panelas ao cozinhar, desligando completamente os electrodomésticos e as luzes quando não são precisos.
7 – Não troco o meu automóvel, utilitário, há mais de 12 anos. O benefício ambiental que haveria por comprar um carro menos poluente, por exemplo, um híbrido, não compensaria os materiais e recursos desperdiçados em mais um carro.
8 – Quase sempre que posso, vou a pé ou uso transportes colectivos. Até gosto de andar de comboio.
9 – Reutilizo sacos para ir ao supermercado.
10 - Evito comprar roupa, acessórios e coisas só porque é moda. Compro quando preciso.
11 – Evito fast-food (difícil, com filhos adolescentes) e evito comprar comida congelada.
12 – Reduzi o consumo de carne, especialmente de vaca e de porco.
13 – Tento comprar produtos de origem portuguesa, desde que não prejudiquem muito o orçamento, claro (pensar global, agir local) - os importados implicam maior emissão de CO2 devido ao transporte.
14 – "Chateio" toda a gente que posso para ver o vídeo “A história das coisas”, que acho fenomenal, e “Uma verdade inconveniente”, necessário.
15 - Propus na última assembleia de condóminos do prédio onde moro, que fosse feito um estudo para o uso de energias renováveis no prédio, e de melhor climatização no Verão através de estores exteriores.
16 – Criei e continuo a criar os meus três filhos com estes valores de respeito pelo planeta e pelos outros.

E vocês, o que estão a fazer pelo ambiente? Deixem aqui comentários com o vosso testemunho, as vossas ideias. O planeta agradece (e eu também).

E não podem perder o filme HOME - O Mundo é a nossa casa, de Yann Arthus-Bertrand. É duma beleza tal que não tenho palavras para a descrever. As imagens mais belas do planeta, em movimento, e uma mensagem importante para nos encorajar a proteger a nossa casa.
Simplesmente imperdível.
Pode ver na internet, aqui, pode comprar o DVD que vem com o jornal Público por mais uns euros, pode ver hoje na RTP2 às 20:28, na RTP1 dia 7 à 1:00, ou na RTP África também dia 7 às 20:30. O que não pode é perder.

(Nota: as dicas indicadas sobre o que faço pelo ambiente são sensivelmente as que publiquei no blogue do Público - Ecosfera, O que faço pelo Ambiente, em 21/04/2009)

8 comentários:

  1. Esta listagem quasi exaustiva é um contributo enorme, pelo simples motivo que mais de metade das pessoas não fazem nada disso!

    Tenho de confessar que ainda tenho os meus pecadilhos ambientais, mas como pecadilhos que são ... não os posso confessar!

    ResponderEliminar
  2. perdi o filme na rtp 2, quando cheguei a casa já era tarde demais. também não comprei o público. será que se vende na fnac?

    ResponderEliminar
  3. Sim, CN, vende-se na FNAC, salvo erro a 5 euros. Mas se tiver um bom monitor, pode ver aí no link deste "post", onde diz "aqui" (ou no link do "post" que acabei de colocar)- está em HD. Eu já vi, no youtube e em DVD - é fenomenal.
    E obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  4. Pelo menos é sincero, Feereira Pinto, mas pecadilhos temos todos, visto que não há ninguém perfeito. Se todos nós conseguíssemos assumir assim nossos erros, estava bem melhor este Mundo. É a parte mais difícil e o 1º factor de mudança.

    ResponderEliminar
  5. Carísisma Fada quem me conhece sabe que sempre fui tipo de ou me calar ou, então, se abria a boca era para dizer o que pensava.

    Com a idade, comecei a achar que tinha o direito de apenas dizer o que me ia na alma. É o que procuro fazer.
    Daí não ter pejo em admitir os meus pecadilhos ecológicos ... e de também achar que anda por aí muito grunho que merecia mesmo era levar com o lixo, por exemplo, que deixa pousado ao lado do ecoponto no focinho!

    ResponderEliminar
  6. Tem toda a razão! já cortei um pé em vidros, porque esses grunhos deixam caír as garrafas e para não sujar as mãos, não as apanham do chão...
    O mesmo me apetece dizer desses imbecis, que andam de mangueira na mão,a lavar os passeios e a rua, para não levantar o pó e sujar as suas casas! Se tivessem vergonha na cara!

    ResponderEliminar
  7. Ora bom, caríssimos Fada e Ferreira-Pinto: em primeiro lugar, obrigada por aqui estarem; em segundo, isto aqui não é um confessionário, a ideia é mais dizermos as partes boas do que fazemos ou que deve ser feito ;)

    ResponderEliminar

Obrigada por visitar o blogue "Sustentabilidade é Acção"!

Agradeço o seu comentário, mesmo que não venha a ter disponibilidade para responder. Comentários que considere de teor insultuoso ou que nada tenham a ver com o tema do post ou com os temas do blogue, não serão publicados ou serão apagados.