quarta-feira, 27 de junho de 2012

Ajude as abelhas galegas contra as fumigações na Galiza

Os eucaliptos da Galiza estão a ser atacados pelo gorgulho e a solução achada pela indústria do papel e pelo Governo da  Galiza é a fumigação com um produto altamente tóxico para as abelhas (para além dos efeitos na saúde e no meio ambiente), o flufenoxuron, cuja venda está proibida na UE a partir de 1 de Agosto de 2012.

Em Abril passado foi entregue uma petição, resultante da ação de um grupo de pessoas e associações  que constituíram a Plataforma contra as Fumigacións. No entanto, os planos para as fumigações continuam, por isso, e já com mais de 100 mil assinaturas, a petição foi reaberta e pode ser assinada aqui


«Resumo do problema

1. A empresa espanhola de papel (ASPAPEL) pretende realizar, em colaboração com o Governo da Galiza e outras entidades,  e fumigações maciças das plantações de eucalipto galegas afetadas por um inseto, o Gonipterus  scutellatus.
2. A pulverização vai ser realizada com inseticida chamado comercialmente Cascade, cujo princípio ativo é uma substância chamada flufenoxuron.
3. Esta substância foi classificada como nociva pela União Europeia que proibiu a sua venda a partir de 1 de agosto deste ano (2012).
4. Um dos seus piores efeitos é ser altamente tóxica para as larvas das abelhas, como o próprio fabricante  reconhece no rótulo do produto.
5. Se esse produto for pulverizado maciçamente nos montes galegos , há um grande perigo de extermínio das povoações de abelhas, já muito reduzidas pela contínua utilização de pesticidas, segundo apontam os estudos científicos.
6. Se morrem as abelhas na Galiza, para além de outros efeitos nocivos para o ecossistema,  não ocorrerá a polinização da maior parte das plantas de que nos alimentamos , nós humanos e os animais que criamos para nos alimentarmos.
7. Sem polinização, não há reprodução destas plantas , e a nossa agricultura colapsará.
Entre as espécies como vegetais de que nos alimentamos, as seguintes dependem necessariamente da ação polinizadora das abelhas para produzir fruto e semente (ou são favorecidas por ela):
Árvores de fruto:
Macieira, pereira, castanheiro, kiwi, videira, amendoeira,  pessegueiro, cerejeira, ameixieira ...
Espécies forrajeiras:
Alfafa, trevo, linho, algodão...
Culturas hortícolas:
Tomate, couves , abóboras, curgetes,  pimentas,  cenouras, salsa, nabos, brócolos, panela, couve-flor, beringelas, melões, pepinos, morangos, framboesas, espargos, amoras, »

Fonte do texto e imagens: Plataforma contra as Fumigacións  (tradução minha)

10 comentários:

  1. Olá Manuela...

    O que eu me ri com isto... Não dá hipótese!!! Isto só mesmo rindo é que dá para suportar...

    Então querer dizer que o flufenoxuron só a partir de 1 de Agosto de 2012 é que vira o Demónio dos químicos... eheheheh
    Até lá usem e abusem... antes que vire a casaca!!!
    Como é... Faz mal às abelhas!?!? Isso não interessa patavina... É preciso salvar o LUCRO da indústria do papel... Dá empregos, gera riqueza... isto é que importa...

    Quanto às abelhas... Estas morrem, azar o delas... Depois os bacanos agricultores se precisarem alugam outras de outra zona, que serão levadas de camião... Ou então compram outras!

    Tudo com a bênção divina do DEUS DINHEIRO... Afinal sem ele nem as Abelhas sobrevivem!

    Não vamos com velocidade muito elevada, mas o destino final desta nossa fantástica viagem já se vislumbra no horizonte!

    Bjs e Abr a Todos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voz, só mesmo rindo, para não chorar, porque a estupidez humana realmente é ilimitada... há lata para cada coisa, e para mais, é o governo da Galiza que anda a promover e a convencer das vantagens das fumigações...

      Eliminar
  2. Olá Manuela, você aceitaria se eu publicasse uma matéria para o seu blog?
    ( )Sim
    ( )Não
    Obs: Marque "X" com um programa, por exemplo, o Paint(mas tire uma foto com o Capturador de Imagens do Windows), no meio de um dos parênteses, do "Sim" ou do "Não", e diga se "Sim" ou "Não"!

    ResponderEliminar
  3. Olha, a primeira coisa seria você me mandar um convite e/ou solicitação, ou senão eu poderia colocar a notícia por aqui, via comentário, e aí você avaliava pra ver se é boa ou não, e colocava no site. Qual é o melhor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alan, Se a notícia tem a ver com os temas e linha de pensamento do blogue, pode enviar como comentário ou para o meu e-mail: mmsaaaraujo@gmail.com

      Eliminar
  4. Olá Manuela,

    Você está sempre em cima do acontecimento, e perdoe-me a comparação, mas eu diria que você é um Farol de alerta bem visível, e com uma energia sem fim.

    Eu já assinei a petição; aliás, esta é a segunda que assino através do seu alerta (a outra foi a privatização da água, que assinei logo na altura do seu artigo).

    Sobre as abelhinhas teço o seguinte comentário: Não quero ser chamado profeta das desgraças (prefiro ser o das previsões erradas), mas em cada ano que passa, e principalmente este ano tenho notado uma enorme falta de abelhas.
    O que se passa não sei, mas imagino...e como referiu a autora do primeiro comentário, "o destino final já se vislumbra no horizonte"...

    Deixo apenas uma questão platónica...no ar: E se as abelhas pudessem falar, e expor os factos do seu desaparecimento em tribunal contra os seus homicidas?!?
    (...)

    Saudações,
    António

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá António

      Antes de mais, obrigada pela gentileza do seu comentário :)

      É uma pena que tanta gente não consiga enxergar os malefícios dos pesticidas, herbicidas e inseticidas usados na agricultura. Mais os novos transgénicos bt, como o milho, que são eles próprios inseticidas!

      E as abelhas, assim como outros pequenos ajudantes do ecossistema e da agricultura são as primeiras vítimas, mas elas não acabam por aí... estamos todos dependentes e interligados!

      Se as abelhas pudessem acusar os humanos em tribunal, não seria de homícídio, mas de genocídio... e talvez do crime de estupidez, se tal fosse crime, pois ao exterminar as abelhas e outros insetos polinizadores, está-se a auto-exterminar.

      Eu espero que o António e o Voz sejam os das previsões erradas... mas espero sentada!

      Obrigada por ter assinado a petição. Não custa nada, e um a um, lá vai subindo.

      Um abraço

      Eliminar
  5. Uma Vida Mais Sustentável
    A "Sustentabilidade" é um tema muito abordado hoje em dia, que busca formas de reduzir o lixo e a poluição do meio ambiente através de ideias simples e facéis de seguir.
    Este ano, a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 está sendo realizada 20 anos depois, após a sua última conferência, a Rio 92. A ONU(Organização das Nações Unidas),
    busca discutir na conferência, formas de amenizar a poluição e o Aquecimento Global, e um dos seus
    principais objetivos é lutar por um planeta "mais sustentável".
    Nesta concepção, a principal ideia e método é a "Reciclagem", separando o lixo por 4 itens:
    * Plástico - Lixeira Azul;
    * Metal - Lixeira Amarela;
    * Papel - Lixeira Vermelha;
    * Vidro - Lixeira Verde;
    O termo "Sustentabilidade", pode se referir à "erguer algo", que no caso do nosso planeta, é mantê-lo de uma forma que ajude-o e não prejudique-o. Pode se referir também à "ter habilidade de sustentar algo", que agente adquire através de prática e bons hábitos.
    Na Química, o "Alumínio", assim como o "Metal", é considerado um elemento químico, que é derivado do "Ferro" e é indicado por "Al". Enquanto que o "Ferro", por "Fe".
    Este componente químico, como sofre um processo de industrialização e é utilizada a química, demora em torno de 3.000 anos para se decompor, diferentemente dos outros materiais, em que a reciclagem é bem mais fácil e reaproveitável.
    Recentemente os lixões foram desativados por todo o país, através de um decreto público aprovado pelo Senado Federal. Essa foi uma medida adotada por Dilma Roussef, para não deixar o lixo amontoado pelos centros urbanos, nos aterros sanitários, e para abrir a mente das pessoas sobre a ideia de separar o lixo em seu devido lugar.
    A "Sustentabilidade" tem como papel importante preservar a natureza e, sobretudo ajudar o nosso planeta à não ter futuras catástrofes que interfiram na nossa vida cotidiana.

    ResponderEliminar
  6. Cara Manuela:

    Muito obrigados/as por facer-te eco da nosa luta.

    Saudos desde a Galiza

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, froita da mariña
      Esse assunto diz respeito a todos, e para mais, a Galiza é já li ao lado do Minho, onde vivo.
      Obrigada pela vossa luta, e tenho muita pena que as fumigações já estejam a ocorrer, e em grande escala.
      Cumprimentos

      Eliminar

Obrigada por visitar o blogue "Sustentabilidade é Acção"!

Agradeço o seu comentário, mesmo que não venha a ter disponibilidade para responder. Comentários que considere de teor insultuoso ou que nada tenham a ver com o tema do post ou com os temas do blogue, não serão publicados ou serão apagados.

Rice up against hunger