domingo, 1 de junho de 2014

A Maior Flor do Mundo

"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?
José Saramago

No Dia da Criança, e para as crianças de todas as idades fica a curta-metragem de animação baseada no livro A Maior Flor do Mundo, de José Saramago. De Juan Pablo Etcheverry, com música de Emilio Aragón e narração de José Saramago. Produção de Continental Animación.


A Maior Flor do Mundo from Fundação Jose Saramago on Vimeo.

Três anos depois da sua publicação neste blogue (1/6/2011), a republicação desta bela história de José Saramago para todos os que já foram crianças se lembrarem de que essa criança que foram ainda existe.

9 comentários:

  1. O Saramago podia ter muitos defeitos, mas uma coisa ninguém pode negar: ele É brilhante!

    ResponderEliminar
  2. Oi Manuela!!!

    Muito verdadeira a frase de José Saramago, quem derá se os adultos cumprissem 1/3 do que eles passam para as crianças, infelizmente muitos ensinam uma coisa e fazem outra...
    Tenha uma ótima semana!!!
    Bjus
    Bia

    ResponderEliminar
  3. Imperdoável a minha ausência, ontem. Tanto mais que colocou gente da minha casa, amigos de família e personagens muito queridos.
    Estou perdoado?

    ResponderEliminar
  4. Olá Celina

    Há quanto tempo... espero que estejas a gostar de Coimbra e do curso :)

    Obrigada pela visita, e um bom fim de semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá Bia

    Era bom mesmo que os adultos recomeçassem a ler histórias para crianças. Eu faço isso de vez em quando. Aliás, o último livro que li, é o caso - "O Reino do Dragão de Ouro", de Isabell Allende, uma espécie de sequela de "A Cidade dos Deuses Selvagens" que já li há uns anos, quando a minha mãe ofereceu às minhas filhas. Ambos são lições de ecologia (um passado na Amazónia, outro nos Himalaias), envoltos numa trama mista de realidade e fantasia que os adolescentes tanto gostam.

    Obrigada, uma boa semana, e beijinhos :)

    ResponderEliminar
  6. Olá Rogério

    Pois... eu estava a estranhar a sua ausência, mas sabia que cá viria :)

    Na realidade, a ausência não foi demorada, e a culpa é minha, pois nem fui lá avisar que trouxe seus familiares de coração aqui para esta casa :)

    Claro que está perdoado, estarei eu também?

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Muito lindo, o conto e tudo por aqui.
    Sou fã de Saramago há muitos anos, desde que comprei numa promoção " O Memorial do Convento" Comecei a lê-lo no autocarro e nunca mais consegui parar até o acabar.
    Nessa altura eu andava a estudar à noite, andava tão entusiasmada com o livro que comentei com uma das minhas professoras, ao que ela respondeu:
    - Saramago?? Ai que horror!
    É ver como são as coisas...
    um abraço
    eugénia

    ResponderEliminar
  8. Eugénia

    Este conto é uma linda mensagem de Saramago, e no fundo, é também uma mensagem de esperança na juventude.

    Parabéns pelo blogue Horticasa, de que gostei muito, e de que me tornarei seguidora logo que o blogger deixar...

    Obrigada pela visita, e um abraço :)

    ResponderEliminar
  9. Obrigado por partilhar estes tesouros Manuela :)

    ResponderEliminar

Obrigada por visitar o blogue "Sustentabilidade é Acção"!

Agradeço o seu comentário, mesmo que não venha a ter disponibilidade para responder. Comentários que considere de teor insultuoso ou que nada tenham a ver com o tema do post ou com os temas do blogue, não serão publicados ou serão apagados.